BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O mar é impredictível, assim como um coração.

//ou até mesmo como a vida.

Eu te beijei assim um milhão de vezes hoje.
Quero te falar o que você já sabe. Sabe apenas por eu demonstrar com inúmeros olhares, abraços e cafunés em sua cabeça, enquanto você descansava do que eu sei que não vai passar tão fácil assim: Eu nunca vou sair do seu lado.
Eu lembro que você tinha que descansar, seu sono estava gritando por dentro, mas a dor que você sentia era maior do que todo ele, e mais um pouco. {dor que não posso imaginar, mais que quero estar do seu lado, enquanto ela amenizar - e depois disso}.
Também lembro que embora minha dor estivesse me consumindo, eu segurava forte sua mão, e a beijava. Lembro da hora em que você me observou dormir. Esperou que eu dormisse, pra depois tentar dormir. E eu fiquei te enchendo o saco depois, pelo fato de que você não dormiu.
Eu lembro de cada detalhe de hoje. {data eterna que ficará guardada pra mim}.
E aquelas pessoas barulhentas, enquanto tudo o que precisávamos era silêncio, só queriam nos distrair. - de uma dor que não quer nos ver sorrir - Tudo bem, o brilho se estampa nos olhos de quem quer o bem.
Eu lembro até de quando o dia raiou. A mesma cena. O mesmo dia lindo, assim como aquele outro dia, naquele mesmo banco. Com você com a cabeça no meu colo, tentando descansar.
Eu só quero que saiba, que não vou sair do teu lado, enquanto isso não passar. {e depois disso}.
E eu já disse, todo mundo pode achar que essa dor vai passar, mas, ela só vai amenizar, e eu bem sei.

// É, a dor da vida atacou outra vez. {e enquanto ela existir, eu não sairei do teu lado} - Nunca sairei do teu lado.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

E foi grande a colisão, e choveram estrelas nos nossos olhos, e a explosão corroeu todos os nossos instintos, paramos de respirar e aguardamos o arrepio. Nos encostamos quando nos queimamos, soltando faíscas para todos os lados. Mas é exatamente assim que deveria ser. Opostos tão grandiosos que se amam e vão todos os dias para a mesma casa, querendo ficar juntos, sendo afastados por sua natureza. Mas não desistem, porque foram feitos um para o outro.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

- Lounge

video

Vamos prum lounge? Beber um vinho safra ruim, e conversar sobre a tv. Vamos pra longe? Sem se tocar os olhos vão, se encontrar e se perder.
Eu e você assim de perto dá, pra eu me perder de vez nas suas tintas. Me dê uma noite, um pouco da manhã, só pra eu sacar se os olhos mudam de cor.
Vamos entrar? A minha casa não é quente, trago o vermelho pra esquentar. Vamos suar, com o veneno da serpente, que eu roubei pra te picar.
Eu e você assim de perto dá, pra eu me perder de vez nas suas tintas. Me dê uma noite, um pouco da manhã, só pra eu sacar se os olhos mudam de cor.

Maria Gadú

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

< Querido coração, se apaixone quando você estiver pronto. Não quando estiver solitário. >

domingo, 19 de dezembro de 2010

O dia estava tão lindo.
Nossos pés molhados no final da tarde, me fizeram ver que aquela chuva tinha que acontecer. Que aquele monte de diamante que caia do céu, eram como nossos sentimentos, que todo mundo diz 'vai passar' mas, não passou. E nunca vai passar. E sim, a chuva continuou.
Afinal, diamantes são pra sempre.

// Lembra?

sábado, 18 de dezembro de 2010

Sabe quando as vezes, você fica em frente ao espelho e permanece olhando pra si mesmo e nada vê além de você mesmo? Você procura por algo a mais, olha todo o seu corpo e mesmo assim nada encontra.
É o mesmo que andar na mesma rua, a mesma conversa de sempre, os mesmos sorrisos falsos.
Você não se odeia, apenas esperava algo a mais de você. Seus olhos ficam perdidos, sem foco, não sabe onde colocar seus pés...
// E é sempre a mesma coisa. [...]

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Quando ele liga e ouço aquela voz, eu sei que aquela é a voz que minha alma precisava. Quando ele sorri desarmado, limitado e impotente, para todas as minhas dúvidas, e com suas (in) suportáveis inconstâncias e chatices, eu sei que é daquele sorriso que minha alma precisava.

Tati Bernardi

domingo, 12 de dezembro de 2010

Não existe nada de completamente errado no mundo, mesmo um relógio parado, consegue estar certo duas vezes por dia.


Paulo Coelho - Veronika Decide Morrer

sábado, 11 de dezembro de 2010

Adicionar imagemPalavra: sf 1. Conjunto de sons articulados, com uma significação. 2. Vocábulo representado graficamente. 3. Faculdade de expressar as ideias por meio da voz. 4. Afirmação, declaração. 5. Permissão de falar.

// E é isso o que tem faltado dentro de mim ultimamente.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Ele é como água. Além de às vezes ser a única coisa capaz de saciar minha sede, matar minhas vontades e satisfazer meus desejos ele escapa de mim por entre meus dedos. Não consigo segurá-lo, mantê-lo perto de mim. E além de tudo, a existência dele é o que me faz permanecer aqui.


terça-feira, 7 de dezembro de 2010

{...} Às vezes, a última coisa que você quer chega primeiro. Às vezes, o que você mais quer nunca chega. E eu sei, esperar é a única coisa que você pode fazer... Mas, às vezes {...}

sábado, 4 de dezembro de 2010

. diálogo

- Relacionamentos são piores do que andar de triciclo em corda bamba.

# Na verdade são muito piores. É tipo, existem duas pessoas no triciclo, e ele só para de bambear e anda certo, quando elas estão em equilibrio, não importando a situação.
- É, realmente. Pior que viver numa corda dessas é se equilibrar com alguém junto à você nela. Ainda mais no desespero, que cada um quer livrar seu peso, aí sobra pro outro.
# É, e um só aguenta se amar de verdade o outro, e querer o equilíbrio entre eles. E as vezes, não é nem questão de peso, ou falta de equilíbrio, é questão de saber como agir.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

O mal é uma palavra que usamos para descrever a ausência de Deus, assim como usamos a palavra escuridão para descrever a ausência de luz, ou a morte para descrever a ausência de vida.

A Cabana, William P. Young


Correr atrás do vento, cansa. E entope suas veias de vazio.

Holy Bible, Ecclesiasts 2:11